Avaliação de índice volumétrico de dose em tomografia axial de crânio utilizando detectores termoluminescentes

  • Akemi Yagui Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe http://orcid.org/0000-0002-9152-6790
  • Ricardo da Costa de Souza Faculdades Integradas Camões
  • Anna Luiza Malthez Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Carlos Almeida Barbosa Faculdades Integradas Camões
  • Hugo Reuters Schelin Faculdades Pequeno Príncipe
  • Ricardo Rabello Ferreira Centro Diagnóstico Água Verde
Palavras-chave: tomografia computadorizada, detectores termoluminescentes, índice volumétrico de dose

Resumo

Os exames de tomografia computadorizada (TC) de crânio são amplamente realizados por fornecerem imagens com alta qualidade diagnóstica. No entanto, estes têm contribuído com uma grande parcela da dose devido às exposições médicas, chegando até dois terços das doses relativas na população. Deste modo, procedimentos de qualidade e otimização das doses se tornam fundamental em TC. A avaliação da dose fornecida nesta modalidade diagnóstica é realizada por meio do índice volumétrico de dose (CTDIvol). Este trabalho teve como objetivo avaliar o CTDIvol, em exames de TC de crânio, no modo axial, utilizando detectores termoluminescentes (TL) e comparar com o valor fornecido pelo equipamento. A aquisição dos dados foi realizada em um tomógrafo de 128 canais, utilizando um simulador cilíndrico de polimetilmetacrilato para obter as imagens. O CTDIvol,avaliado por meio de detectores TL, teve um valor de (74±15) mGy e o equipamento forneceu, no relatório de dose ao final do exame, um CTDIvol de 73,4 mGy. O valor calculado a partir da estimativa de dose nos detectores TL é compatível com o valor fornecido pelo equipamento. Este resultado demonstra a aplicabilidade de TLD100 para avaliações postais de TC e levantamento de níveis de referência locais e regionais em radiodiagnóstico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Akemi Yagui, Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe

Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Aplicada à Saúde da Criança e do Adolescente

Física Médica

Anna Luiza Malthez, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Departamento Acadêmico de Física

Referências

Ribeiro, L. P., & Pereira, R. P. (2012). Estudo da dose nos exames de tomografia computadorizada abdominal em um equipamento de 6 cortes *. 45(5), 326–333.

Pina, D. R. De, Netto, T. G., Duarte, E., Carbi, O., Toledo, R., & Souza, F. De. (2009). Controle de qualidade e dosimetria em equipamentos de tomografia computadorizada *. 42(3), 171–177.AAPM. (2008). The Measurement, Reporting, and Management of Radiation Dose in CT.

UNSCEAR. (2016). UNSCEAR 2016 Report Report to the General Assembly.

BRASIL. (2020). PRODUÇÃO AMBULATORIAL DO SUS - BRASIL - POR LOCAL DE ATENDIMENTO. http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sia/cnv/qauf.def

BRASIL. (2019b). RESOLUÇÃO - RDC No 330, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2019. http://www.in.gov.br/web/dou/-/resolucao-rdc-n-330-de-20-de-dezembro-de-2019-235414748?inheritRedirect=true

BRASIL. (2019a). INSTRUÇÃO NORMATIVA N° 55, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2019. http://www.in.gov.br/web/dou/-/instrucao-normativa-n-55-de-20-de-dezembro-de-2019-235414684

Porto, L. E. (2014). Avaliação da dose em pacientes pediátricos submetidos a exame de tomografia computadorizada. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

AAPM. (2008). The Measurement, Reporting, and Management of Radiation Dose in CT.

Vañó, E., Miller, D. L., Martin, C. J., Rehani, M. M., Kang, K., Rosenstein, M., Ortiz-López, P., Mattsson, S., Padovani, R., & Rogers, A. (2017). ICRP Publication 135: Diagnostic Reference Levels in Medical Imaging. Annals of the ICRP, 46(1), 1–144. https://doi.org/10.1177/0146645317717209.

Malthez, A. L. M. C., Freitas, M. B., Yoshimura, E. M., Umisedo, N. K., & Button, V. L. S. N. (2016). OSL and TL techniques combined in a beryllium oxide detector to evaluate simultaneously accumulated and single doses. Applied Radiation and Isotopes, 110, 155–159. https://doi.org/10.1016/j.apradiso.2016.01.015

Instituto Nacional do Câncer. Programa de Qualidade em Mamografia. Disponível em https://www.inca.gov.br/programa-qualidade-em-mamografia. Acesso em julho de 2020.

Instituto Nacional do Câncer. Avaliações Postais do Programa de Qualidade em Radioterapia. Disponível em https://www.inca.gov.br/publicacoes/apresentacoes/avaliacoes-postais-do-programa-de-qualidade-em-radioterapia. . Acesso em julho de 2020.

Salehhon N, et al. (2017). 128 slice computed tomography dose profilemeasurement using thermoluminescent dosimeter. J. Phys.: Conf. Ser.851 012002.

Terini R. A., Nerssissian D. Y., Campelo M. C. S. & Yoshimura E. M. (2016). Dosimetria em TC com TLD e Câmaras de Ionização. Revista Brasileira de Física Médica, 10(2), 21-24.

Publicado
2020-12-06
Como Citar
Yagui, A., de Souza, R. da C., Malthez, A. L., Barbosa, C. A., Schelin, H. R., & Ferreira, R. R. (2020). Avaliação de índice volumétrico de dose em tomografia axial de crânio utilizando detectores termoluminescentes. Revista Brasileira De Física Médica, 14, 469. https://doi.org/10.29384/rbfm.2020.v14.19849001469
Seção
Artigo Original